sexta-feira, 8 de julho de 2011

Passando o Bastão da Palavra...


Queridos Amigos e Leitores,

Aproveitando o ensejo de que ficarei fora uns dias - e neles irei a lugares que certamente vão inspirar novas histórias - hoje sigo um velho costume tribal e passo a vocês o bastão da palavra. Ou seja, é a sua vez de falar...!

Quero saber de vocês, visitantes contumazes ou não, o que gostariam de encontrar aqui neste blog (o livro a R$ 9,90 não vale, evidentemente). A sério: para fazer deste um espaço legal, informativo e participativo, como pretendo que seja, quero que me deem algum retorno. Por exemplo:

- O que vocês preferem ler: informações sobre o universo e os personagens ou os contos paralelos, como "O Fogo Interior"?

- Para quem já leu O Castelo das Águias: que personagem secundário, independente de o ter achado bem desenvolvido ou não no livro, você gostaria que fosse apresentado aqui (tal como apresentamos Rydel, Camdell e Lara, entre outros)?

- Para quem, tendo lido ou não, tem pelo menos uma ideia de como é: alguma sugestão de tema para um conto?

- Last, but not least: estou pensando em promover um concurso de fanfic e fanart do Castelo, dentro de certas regras relativas à coerência com o texto cânone e à adequação etária, já que tenho leitores de 12 e 13 anos de idade. Naturalmente haveria premiação - livros (não apenas o Castelo), camisetas e marcadores - e publicação no blog das histórias e desenhos vencedores.

Quero saber de vocês se gostam da ideia, se se gostariam de participar e principalmente se dariam uma força na divulgação, seja em seus blogs, nas redes sociais, para seus filhos, sobrinhos, alunos... Afinal, como devem saber, não há nada melhor do que o boca-a-boca para promover esse tipo de iniciativa!

Então, pessoal, é isso. Adoraria que se manifestassem, respondessem a estas perguntas, enfim, sinalizassem o que seria, para vocês, a melhor forma de aproveitar este espaço. Se não quiserem ou puderem, tudo bem; as sementes foram plantadas. Se são rosas, florescerão.

Grande abraço,

Até breve!

5 comentários:

  1. oi Ana!

    serei a primeira a responder:

    1) particularmente eu prefiro os contos paralelos. Acho que quem conhece um mínimo das referências que você usa no seu universo não precisa elucidá-las. E, como você sabe, sou partidária (odeio essa palavra) de que os leitores façam um esforço próprio de esmiuçar a leitura. Acho isso instigante, e mais, acho isso necessário, não só na formação de leitores perspicazes, como no resguardo da própria estória;

    Também acho que os contos favorecem os debates e "chamam" leitores, inclusive para os próximos livros. Portanto, funcionam muito melhor como termômetro do que informações sobre a construção de seu "universo". Isso, claro, olhando o ponto de vista dos leitores.

    Por sua vez, não sou favorável a deixar de apresentar os personagens. Acho isso importante como forma de divulgação, manutenção de interesse e maior compreensão do livro;

    Quanto à abertura para a participação dos leitores: acho positiva, desde que obedecendo a critérios, sendo estes tornados bem claros.

    Acho que o incentivo à escrita é sempre bem chegado.

    Bom, quanto à divulgação: Eu faço a minha parte.

    P.S acho que teremos surpresas agradáveis.

    bjs
    vânia

    ResponderExcluir
  2. Contos paralelos com Kieran! :D

    Ok, contos com personagens que pouco aparecem nesse primeiro livro também seria legal.

    Anny Lucard

    ResponderExcluir
  3. Devia ter uma resposta: todas as alternativas anteriores. :P

    Contos paralelos são legais, e realmente acho que chamam leitores, além de expandir o universo, permitir que novos personagens apareçam e que os antigos se desenvolvam mais.

    Em relação a personagens que devem aparecer aqui, eu gostaria de ler sobre Doron! =D

    Concursos de fanfic e fanart: \o/. Vou guardar meu desenho da Lara pro concurso, hehe!

    Abraços e boa viagem!

    ResponderExcluir
  4. Acho que poderia ter espaço tanto para contos quanto para informações extras. Ir revezando entre as duas coisas.
    O personagem do "Castelo" que ganha meu voto para ter um post dedicado aqui é o Thorold, conselheiro e velho lobo-do-mar.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ana, acho contos paralelos uma proporta bem interessante, principalmente daqueles personagens que tem um baita potencial e uma história bacana, mas que por falta de espaço/ tempo dentro da obra não puderam ser tão bem desenvolvidos ou trabalhados. E por que não algum conto mais picante entre Kieran e Ana, (ou algum outro casal)no entanto, é claro que este seria já voltado para um público mais velho e tal.

    Beijão!
    Ana Clara

    ResponderExcluir